IMG-LOGO
Home > Política > INCOERÊNCIA: Contrariando às críticas do próprio partido, Governo do PT corta recursos de universidades na Bahia
Política

IMAGEM: Foto: Luiz Felipe Fernandez/bahia.ba

INCOERÊNCIA: Contrariando às críticas do próprio partido, Governo do PT corta recursos de universidades na Bahia

Por ter cortado recursos das universidades estaduais e congelado salários, há um mês, o governador da Bahia, Rui Costa (PT), enfrenta uma greve de professores
Por Sandro de Moura - 10 De Maio De 2019, 06:30 PM


Criticar é até fácil. Difícil mesmo é dar bom exemplo. Na Bahia, estado governador pelo partido dos trabalhadores, a situação da educação superior é bem diferente da que a legenda pinta, nas suas críticas sobre o contingenciamento nas universidades federais promovidos pelo governo do presidente da República, Jair Bolsonaro.

A verdade é que, segundo o site ‘Metrópoles’, entre os anos de 2017 e 2018, o governo baiano deixou de aplicar R$ 110 milhões nas quatro universidades estaduais do estado.

Este número representa a diferença entre o valor orçado e o empenhado, igual a 4,2%. Se levados em conta apenas os recursos voltados para a manutenção, o orçamento chegou a ter redução de até 27,8%.
Esta é a segunda greve nos 13 anos de governos petistas na Bahia. Em 2011, os professores ficaram 51 dias parados.


Compartilhar: