IMG-LOGO
Home > Nordeste > PERNAMBUCO – Após união que ajudou a eleger Bolsonaro, PSL reunifica membros no interior e traz esperança à legenda nas regiões

Nordeste

Imagem: Marcos Amaral (E) ao lado do Presidente do Diretório do PSL em Salgueiro, George Sampaio. (Foto: Divulgação)

PERNAMBUCO – Após união que ajudou a eleger Bolsonaro, PSL reunifica membros no interior e traz esperança à legenda nas regiões

Com a passagem do Coordenador político do PSL de Pernambuco, Marcos Amaral, pelo Sertão do estado durante o período junino, os ânimos foram retomados e as esperanças revigoradas.
Por Marcelo Jorge - 29 De Junho De 2019, 12:43 PM


Os movimentos de xadrez no tabuleiro político do estado, começam a ser percebidos do interior para a capital. Isso naturalmente se deve à proximidade das eleições municipais de 2020 e a necessidade da readequação das legendas a um novo cenário formado a partir da vitória nas urnas do hoje presidente Jair Messias Bolsonaro, então deputado federal abrigado pelo PSL para concorrer ao cargo e que honrou o gesto dando uma maior expressão ao, até então, nanico partido de um deputado só.

Recentemente, a executiva estadual do Partido Social Liberal promoveu em Caruaru, agreste do estado, um encontro com todos os coordenadores regionais da legenda. O evento aconteceu com o propósito de tratar de questões organizacionais e planejar ações estratégicas de olho nas urnas em 2020.

SERTÃO

Nessa maratona iniciada, durante os festejos juninos Marcos Amaral colocou mais lenha na fogueira dos partidários do PSL e bolsonaristas, realizando uma ‘tour’ pelo sertão pernambucano.
Ele foi recebido com a gentileza peculiar ao sertanejo, devolvendo aos correligionários locais a esperança de um maior protagonismo da legenda na maior parte das cidades do estado.
As reuniões com lideranças da região sertaneja serviu também para que o PSL pudesse fazer um alinhamento das principais demandas em Pernambuco e também ‘levantar a moral’ dos diretórios locais, até então relegados ao baixo clero e alvos de piadas e desprezo do universo político, após as últimas eleições, exatamente pela falta deste protagonismo.

Marcos Amaral passou o São João em Araripina, conversando com Raimundo Pimentel e outras lideranças da região; esteve em Petrolina, onde trocou ideias com Gabriel Menezes ; Em Serra Talhada, esteve com Jô Alves e João Nilton; Com Diego Dantas, Éder Santos e Anchieta Júnior em Arcoverde; Em Serrita, o coordenador político do PSL discutiu a provável pré candidatura de Rosalvo Canejo; Semelhantemente ouviu o Dr. Charles em Sertânia, que pode vir a encabeçar um pre candidatura no município; Já em Salgueiro, Amaral almoçou com George Sampaio, com quem conversou demoradamente e cujo nome pode vir a ser escolhido como pre candidato à prefeito naquele município. Localidades como Verdejante, Terra Nova e Santa Maria da Boa Vista também foram visitadas.

Segundo Marcos Amaral, a ideia da sigla é detectar municípios do estado com potencial para abrigarem candidaturas próprias e outros nos quais será necessária uma aliança para o sucesso da empreitada eleitoral. Ele deixou claro para os políticos sertanejos que este momento voltará a se repetir, com a articulação de reuniões em todas as regiões do estado, como também em Brasília.

Para o representante de Salgueiro, George Sampaio, a presença no Sertão do Coordenador Político do PSL de Pernambuco, Marcos Amaral, foi um gesto concreto da retomada de ações pró positivas da legenda na região. Segundo ele, ainda persiste a presença de fortes raízes da esquerda no sertão, em razão do longo período de domínio político desta ideologia que não permitiu o desenvolvimento da região. Sampaio acrescentou que o reencontro do PSL com suas bases na região também apresentou um novo desenho político com bons quadros e que, se bem planejado, terá ampla aceitação dos eleitores sertanejos.

Coordenador Político do PSL no Estado, Marcos Amaral teve um encontro com Rosalvo Canejo (D) e possivelmente este será o pré candidato do partido em Serrita. (Foto: Arquivo pessoal)


Compartilhar: