IMG-LOGO
Home > Nacional > POVO NAS RUAS - Na Capital Federal, uma grande mobilização ovacionou o Ministro da Justiça Sérgio Moro e a Operação Lavajato.
Nacional

POVO NAS RUAS - Na Capital Federal, uma grande mobilização ovacionou o Ministro da Justiça Sérgio Moro e a Operação Lavajato.

Vestidas de verde e amarelo, milhares de pessoas tomaram a Esplanada dos Ministérios aos gritos de “Apoiamos à Lavajato! Apoiamos Sérgio Moro!”
Por Sandro de Moura - 01 De Julho De 2019, 12:16 AM

IMAGEM: O apoio à Sergio Moro e a presença de Eduardo Bolsonaro e General Heleno (que discursou), foi destaque nas manifestações em Brasília. (Fotos: Katiane Fátima; Fabio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil; RBN Notícias)

Brasília/DF - Domingo (30), por volta das 10 horas da manhã, centenas de pessoas começavam a chegar à Esplanada dos Ministérios na Capital Federal, para uma grande manifestação de apoio ao Ministro Sérgio Moro e à Operação Lava Jato.
Em pouco tempo, milhares de pessoas vestidas de branco e/ou verde e amarelo, empunhando cartazes e bandeiras, se aglutinavam e gritavam palavras de ordens contra a corrupção além de ovacionarem a operação que desarticulou umas das maiores quadrilhas de fraudadores do país, envolvendo empresários, servidores e políticos de alto escalão.

EDUARDO BOLSONARO SUPREENDE ORGANIZADORES E COMPARECE AO ATO EM BRASÍLIA

O clima já era de muita energia positiva e muita vibração. Para aumentar ainda mais essa adrenalina, o deputado federal mais votado na história do país, chegou de surpresa à capital federal e se atirou no meio da multidão. Eduardo Bolsonaro já havia participado mais cedo de outro evento em São Paulo. Em seu discurso repetiu a importância da participação do povo neste novo momento político do País: “O presidente Jair Bolsonaro só pôde nomear ministros sem o ‘toma lá dá cá’, porque vocês fizeram campanha de graça!” disse o parlamentar. E finalizou “Vamos fazer as mudanças que o país necessita, sem usar a velha política e isso será feito com a participação de vocês.”

GENERAL HELENO E DEPUTADOS FEDERAIS TAMBÉM PRESTIGIARAM O MOVIMENTO

O General Heleno, Chefe do Gabinete de Segurança Institucional - GSI -, acompanhado por quatro deputados federais da base do governo, também prestigiou o evento. O ministro subiu em um trio elétrico e discursou efusivamente enaltecendo as qualidades do ministro Sérgio Moro.

MovimentAÇÃO

Diversos trios elétricos foram utilizados para a realização do evento. Vários grupos de direita participaram em caravanas dando côro ao pedido de fortalecimento de combate à corrupção. O grupo MovimentAÇÃO presidido pela empresária Meire Cruvinel, recebeu especial atenção do Eduardo Bolsonaro e do Chefe do GSI que fizeram questão de acompanhar de perto o trabalho do grupo.
Meire Cruvinel relatou que o ápice da manifestação foi a participação popular: “O ponto alto do evento foi ver o povo brasileiro indo as ruas pedindo por mudanças, em apoio ao Juiz Sérgio Moro e ao presidente Jair Messias Bolsonaro, gritando em alto e bom som que apoiam as medidas anti corrupção e a Reforma da Previdência. Este é o ponto alto: o povo brasileiro estar ligado na pauta do governo”
Ainda na visão de Meire, presidente do MovimentAÇÃO, o despertar da consciência das pessoas, exigindo dos seus representantes legislativos, cobrando nas suas bases que se posicionem em defesa do país, o povo na rua unido, deixando claro que seu exercício de cidadania não finda ao término da votação nas urnas sendo fundamental para a construção de um país melhor.

O RECADO FOI DADO

Muitos políticos ficaram incomodados na mobilização anterior, quando a população exigiu uma mudança de comportamento por parte dos deputados e senadores e até dos ministros do STF. Na ocasião, o Presidente da Câmara dos Deputados , Rodrigo Maia e do Senado Davi Alcolumbre, chegaram a declarar que “A população estava sendo injusta com o legislativo”. Na oportunidade também deram a entender que “Não era um bom negócio o presidente Jair Bolsonaro incentivar a população a ir às ruas”.

Com mais esta mostra de amplo apoio da população, no entanto, o presidente Bolsonaro deixa claro que não deseja abrir mão deste “plebiscito popular” e a sociedade mais uma vez revela de maneira cristalina que não deseja retroceder, muito menos ceder a velha política.
O recado foi dado...



Compartilhar: