IMG-LOGO
Home > Nacional > ‘Teorias da conspiração’ diz Moro sobre mudanças no COAF

Nacional

IMAGEM: Marcelo Camargo / ABR

‘Teorias da conspiração’ diz Moro sobre mudanças no COAF

“É como eu disse, mais uma vez, as vezes existe uma série de construção de teorias da conspiração”, afirmou Moro sobre mudanças no COAF.
Por Sandro de Moura - 28 De Agosto De 2019, 06:55 PM


O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, disse que houve um “super dimensionamento” sobre as mudanças no Conselho de Controle de Atividades Financeiras (COAF), inclusive da saída de Roberto Leonel, indicado ao cargo pelo ex-juiz.


 


Em entrevista ao programa Em Foco, na emissora GloboNews, Moro foi questionado se a carta branca para indicações garantida pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, havia acabado por conta do imbróglio envolvendo a transferência do COAF para o Banco Central, agora com o nome de Unidade de Inteligencia Financeira (UIF).


O ministro respondeu:


“Há um super dimensionamento [sobre as mudanças no COAF], dentro de um governo, evidentemente, sempre vai haver divergência, controvérsias, as coisas vão daí se acomodando.”


 


Moro defendeu as qualidades de Roberto Leonel:


“No caso do presidente do Coaf, o Roberto Leonel, é um auditor da receita federal extremamente qualificado, uma pessoa da minha absoluta confiança. No entanto, veja, o Coaf saiu do Ministério da Justiça e foi para o Ministério da Economia, depois para o Banco Central.”


 


E destacou a independência dos órgãos:


“Aí esses órgãos têm as suas autonomias próprias para tomarem as suas decisões, certo? Então também eu não posso interferir nesse tipo de decisão tomada no outro órgão, se fez a opção, pela nova formatação deles, está no Banco Central, de se colocar um servidor do Banco Central, isso tem que ser respeitado.”


 


Moro completou:


“É como eu disse, mais uma vez, as vezes existe uma série de construção de teorias da conspiração.”


 


(Renova Mídia)



Compartilhar: