IMG-LOGO
Home > Política > Silvio Costa Filho: Com medidas propostas, país deve entrar em um outro padrão de crescimento econômico

Política

Imagem: Divulgação - Ministro Paulo Guedes e Deputado Sílvio Costa Filho.

Silvio Costa Filho: Com medidas propostas, país deve entrar em um outro padrão de crescimento econômico

O parlamentar pernambucano se disse animado com o anúncio do pacote de medidas econômicas.
Por Marcelo Jorge - 06 De Novembro De 2019, 01:49 PM


Na tarde desta quarta (06), o deputado federal pelo partido Republicanos, Silvio Costa Filho concedeu entrevista ao radiojornalista Marcelo Jorge, âncora do programa “Falando com o Nordeste”, veiculado diariamente ao meio dia pela Rádio Marano FM de Garanhuns (www.maranofm.com) e RadioWeb BrasilNordeste (rbnnoticias.com.br). (Ouça a entrevista na íntegra clicando aqui: http://rbnnoticias.com.br/podcast.php?id=30 )

O parlamentar comentou sobre o anúncio do pacote de medidas econômicas e da PEC do Pacto Federativo, apresentado pelo Governo Federal nesta terça-feira (05) a qual segundo Costa, animou prefeitos e governadores, que vem vivenciando graves problemas oriundos da falta de recursos para condução das ações governamentais para cumprimento das mais diversas políticas públicas. Para Silvio Costa Filho, que também preside a Frente Parlamentar em Defesa do Novo Pacto Federativo, a proposta do Governo Bolsonaro será importante para o fortalecer os entes. A expectativa é que mais de R$400 bilhões sejam liberados para os estados e municípios em 15 anos.

Na conversa, Silvio falou também sobre a transferência de royalties da cessão onerosa, a proposta prevê a proibição da União socorrer, com crédito, entes com dificuldades fiscal-financeiras a partir de 2026; a criação de um conselho que irá avaliar a situação fiscal da União, estados e municípios a cada três meses; além da a extinção do Plano Plurianual (PPA), a reavaliação de benefícios tributários a cada quatro anos, entre outros.

O parlamentar, filho do ex deputado Silvio Costa (AVANTE), garantiu que a Frente que preside manterá sua conduta de acompanhar todos os trâmites que devem convergir com a efetivação do pacto federativo e que após a consolidação da medida, aliada a Com a reforma da previdência, a MP da Liberdade Econômica, o novo pacto federativo, a reforma tributária e a reforma administrativa, o país deve entrar em um outro padrão de crescimento econômico, “que deve estimular a geração de emprego e renda para a população”, concluiu o parlamentar.


Compartilhar: