IMG-LOGO
Home > Política > Expansão de grupos de mútua ajuda e apoio familiar receberá investimento de R$ 1,2 milhão da SENAPRED

Política

Imagem: De acordo com o Quirino Cordeiro Jr., atual SENAPRED, o Governo Federal aportará o montante de R$ 1,2 milhão em 2020 nessas instituições,

Expansão de grupos de mútua ajuda e apoio familiar receberá investimento de R$ 1,2 milhão da SENAPRED

Quatro entidades sociais do terceiro setor receberão o investimento de R$ 300 mil da Secretaria Nacional de Cuidados e Prevenção às Drogas (SENAPRED) do Ministério da Cidadania, para expandirem o número de grupos de mútua ajuda e de apoio familiar no Brasil.
Por Marcelo Jorge - 27 De Novembro De 2019, 02:23 PM


Segundo matéria do Diário Oficial da União, veiculada no último dia 20 de dezembro, as entidades responsáveis por realizarem este processo de expansão são: a Obra Social Nossa Senhora da Glória, por meio do Grupo Esperança Viva (GEV) da Fazenda da Esperança; a Federação Nacional das Comunidades Terapêuticas Católicas e Instituições Afins (FNTC), popularmente conhecida por Pastoral da Sobriedade; a Cruz Azul no Brasil; e a Federação de Amor Exigente.

De acordo com o Quirino Cordeiro Jr., atual SENAPRED, o Governo Federal aportará o montante de R$ 1,2 milhão em 2020 nessas instituições, ao passo em que acompanhará o cumprimento do plano de trabalho apresentado por cada uma dessas entidades. Segundo ele, a ideia é promover uma verdadeira expansão dos grupos de mútua ajuda e apoio familiar em todo o Brasil.

Esse processo de expansão deve ser realizado “Primeiramente, nas regiões norte e nordeste, isso porque a SENAPRED identificou uma escassez de grupos de mútua ajuda e apoio familiar nessas duas regiões; a outra situação prioritária é municípios de fronteira, porque tem aumentado cada vez mais o uso de drogas nos municípios de fronteira no Brasil; a outra questão prioritária é a questão indígena, pois estamos encontrando um problema muito grave de uso de drogas entre os indígenas; e a outra situação prioritária são a dos municípios que fazem parte do programa Em frente Brasil, que é um programa do governo federal que tem o objetivo da redução da criminalidade violenta e, em especial, do número de homicídios no Brasil”, detalhou Quirino.

O Dr. Quirino Cordeiro enfatizou ainda que todos os trabalhos a serem realizados serão acompanhados e avaliados de perto pelo governo federal. “Essas entidades que trabalham na perspectiva de mútua ajuda e apoio familiar veem desenvolvendo um trabalho no Brasil ao longo das últimas décadas sem receber, até então, apoio efetivo do governo federal. A partir de agora, com o governo reconhecendo o trabalho dessas entidades, ele passa a aportar recursos financeiros e passa a acompanhar também a execução das ações que vão ser realizadas”, argumenta.

E comemora: “Esse ineditismo é muito importante, já que o governo federal tem buscado inovar na área do tratamento a dependência química, já que infelizmente o cenário que vínhamos tendo no Brasil era bastante ruim e as ações que o governo federal vinha realizando não eram capazes de trazer resultados efetivos para as pessoas que apresentam dependência química no país”.

Cabe destacar que o investimento milionário na expansão ocorre após pouco mais de um mês de o governo federal ter oficialmente reconhecido a importância dos trabalhos dos grupos de mútua ajuda e de apoio familiar no enfrentamento às drogas, bem como à dependência química. E como o trabalho do governo, nesse ambiente de nova Política Nacional Sobre Drogas, é integrado, Quirino informou que nos próximos dias será divulgado um edital para aumentar o financiamento de vagas por parte do governo federal em Comunidades Terapêuticas. “O objetivo é que nós possamos dobrar o número de vagas que hoje é financiado pelo governo federal que é de 11 mil vagas”, adiantou.

Com informações do Sérgio Botêlho Júnior (Imagine Acredite)


Compartilhar: