IMG-LOGO
Home > Nacional > Morre o Padre Haroldo: A voz cala. Os ideais ficam!

Nacional

Imagem: O Padre Haroldo tinha 100 anos e era um baluarte na luta contra as drogas e pela recuperação de usuários

Morre o Padre Haroldo: A voz cala. Os ideais ficam!

Aos 100 anos, o padre que ajudou milhares a saírem do vício das drogas no Brasil faleceu na tarde deste sábado (30/11).
Por Marcelo Jorge - 30 De Novembro De 2019, 05:30 PM


No momento em que o Congresso Nacional e uma parcela da população brasileira discute assuntos inerentes ao avanço das drogas e quando o Governo Federal empreende, através da Secretaria Nacional de Cuidados e Prevenção às Drogas - SENAPRED -, subordinada ao Ministério da Cidadania uma luta incessante pela não liberação destas maléficas substâncias, uma triste notícia marca este sábado (30/11): Nesta tarde, último dia do mês de novembro de 2019, o Brasil perdeu um dos maiores símbolos na luta contra as drogas: O padre jesuíta e missionário Haroldo Rahm, um norte americano que escolheu o Brasil como segunda Pátria, que o acolheu e onde naturalizou-se e iniciou uma imensa cruzada para o tratamento de dependentes químicos, através de um centro localizado em Campinas e que leva seu nome.

NOTA DA INSTITUIÇÃO PADRE HAROLDO RAHM

O Brasil chora a morte de Padre Haroldo, nesta tarde em Campinas, cidade paulista a 98 quilômetros da capital. Americano, ele se naturalizou brasileiro e fundou o Instituto que leva seu nome e é referência internacional no tratamento de dependentes de drogas no Brasil. Em fevereiro, Padre Haroldo completou 100 anos. Diariamente praticava ioga e estava escrevendo um livro.
O criador do Movimento “Amor-Exigente” reuniu 10 mil voluntários que trabalham com dedicação e empenho pela recuperação das famílias de dependentes de drogas em todo o país. Hoje, todos choram a perda do mestre que mudou a história do tratamento da dependência de drogas no Brasil.

UMA HISTÓRIA DE AMOR

Padre Haroldo Rahm nasceu em 22 de fevereiro de 1919, nos Estados Unidos. Chegou ao Brasil em 1965 e naturalizou-se brasileiro em 1986. Fundou diversas obras, como paróquias, pastorais, movimentos, entre outras, aliando-se a outros religiosos. Ele dedica sua vida a semear obras que integram a ação social e que buscam aliviar o sofrimento das pessoas marginalizadas, principalmente dependentes químicos.
Em 1978, fundou a entidade filantrópica “Associação Promocional Oração e Trabalho”, que em 2009 foi rebatizada com o nome de “Instituição Padre Haroldo Rahm”. Seguindo a mesma linha de trabalho, ele iniciou o movimento “Amor-Exigente”, em 1984, inspirado no livro “Tough Love” e que atualmente está presente em todo o Brasil e outros países.

O instituto que leva o seu nome desenvolve ação social em quatro eixos de trabalho, todos direcionados para pessoas que vivem em situação de vulnerabilidade social.
Oferece quinze serviços diferentes, possui dez endereços e atende cerca de 2 mil pessoas por mês. Nestes anos todos, o serviço ajudou 12 mil pacientes e é referência nacional.
(Pe. Antonio Alves, assessor de comunicação)


Compartilhar: